Logo LAAD 2017

Com apoio do BNDES, governo brasileiro vai financiar países que comprem produtos e soluções da indústria nacional de defesa

  • O anúncio foi feito pelo ministro da Defesa Raul Jungmann durante a LAAD Defence & Security 2017, que acontece no Riocentro, Rio de Janeiro
  • “O financiamento de governo a governo é extremamente estratégico neste setor. Não faz sentido, por exemplo, uma empresa privada comprar uma corveta”, destaca
  • Visitação recorde marca primeiro dia do mais importante evento do setor de defesa e segurança da América Latina. Entre os visitantes, a feira recebeu o presidente da República do Brasil, Michel Temer

O governo brasileiro vai abrir, com apoio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), uma linha internacional de financiamento para países que tenham interesse em comprar produtos e soluções da indústria nacional de defesa. O anúncio foi feito pelo ministro da Defesa Raul Jungmann neste primeiro dia de LAAD Defence & Security 2017, maior e mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, que acontece no Riocentro, Rio de Janeiro. “Nosso objetivo, com isso, é o de consolidar uma política de estado para fortalecer a base industrial do segmento. Precisamos ousar e buscar novos mercados para gerar empregos”, salienta.

Esta indústria da Defesa e Segurança representa, atualmente, 3,7 % do PIB, movimentando cerca de R$ 200 bilhões anualmente, e gera 30 mil empregos diretos e 120 mil indiretos no Brasil. “O financiamento de governo a governo é extremamente estratégico neste setor. Não faz sentido, por exemplo, uma empresa privada comprar uma corveta. Além disso, proporciona impactos positivos para o país pois a base industrial da defesa tem o que chamamos de transbordamento, ou seja, a tecnologia obtida no meio militar se espraia para outras cadeias da economia”, observa o ministro.

Jungmann aproveitou o evento, ainda, para anunciar a criação de um grupo dentro da Secretaria-Executiva da Camex (Câmara de Comércio Exterior) dedicado aos negócios da indústria da Defesa. “É uma iniciativa conjunta com o Ministério das Relações Exteriores que vai promover ações coordenadas de exportação de produtos e soluções do setor para fortalecer a relevância geopolítica do país”.

Sisfron -- O ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Sergio Westphalen Etchegoyen, revelou a intenção do governo de compartilhar o Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) com países que fazem fronteira com o Brasil. Ele destacou, durante participação na LAAD 2017, que já está em negociação com o governo argentino o início de um processo de monitoramento modulado das fronteiras.

“Vamos dividir custos, operações e resultados. O compartilhamento é um meio eficaz para combater o crime. O Sisfron é um sistema de alta tecnologia, com elevadíssimo grau de nacionalidade: 80% é solução nacional”, explicou Etchegoyen. O processo de compartilhamento está sendo desenvolvido em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores.

Temer e Meirelles destacam importância da Laad Security & Defense

O presidente da República Michel Temer ressaltou a importância da indústria nacional da Defesa no processo de retomada da economia do país. Ele esteve na tarde desta de terça-feira (4) no Riocentro, Rio de Janeiro, em visita à  LAAD Defence & Security 2017: “Encontrei aqui uma indústria pujante que representa a reconquista da confiança no crescimento e reafirma o potencial do Brasil para exportar produtos e soluções neste segmento de alta tecnologia que é a Defesa”.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, também esteve no evento e deixou uma mensagem otimista. “O país começa a crescer e prevemos resultados positivos neste primeiro trimestre e um aumento de 30% nos investimentos nos próximos trimestres. Isso é reflexo do ambicioso projeto de investimentos em infraestrutura empenhado pelo governo. O segmento de Defesa colabora com este processo, pois é gerador de tecnologia e oferece salários superiores à média nacional, que impactam na economia”.

Comitê -- O presidente da Abimde (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança), Carlos Queiroz, aproveitou o primeiro dia de LAAD 2017 para anunciar a criação de um Comitê de Defesa e Segurança Pública que vai reunir representantes de centros de pesquisa, universidades, órgãos públicos e empresas do segmento. “É um avanço para ampliarmos o setor. Já temos uma base industrial sólida e podemos crescer ainda mais fazendo parcerias com empresas e governos de outros países. Esta edição da Laad terá muitas negociações”, observa.

Para Sérgio Jardim, diretor da Clarion Events, empresa que promove o evento, a participação de 175 delegações oficiais de 83 países consolida o papel estratégico do Brasil dentro da indústria da defesa na América Latina. “Além das novidades em inovação tecnológicas e soluções, esta edição da LAAD promove conferências para discutir como ampliar ainda mais a participação do setor no mercado internacional”, ressalta.

Savis, Bradar e Rockwell Collins assinam acordo de cooperação

A Savis e a Bradar, empresas coligadas da Embraer Defesa e Segurança, assinaram um acordo de integração com a americana Rockwell Collins. Com a iniciativa, inicia-se hoje a análise do portfólio de produtos da Bradar e da Savis que poderão fazer parte da linha de soluções da Rockwell Collins. O anúncio foi feito durante o primeiro dia da feira LAAD Defence & Security 2017.

De acordo com o presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, a ocasião marca um passo adiante para Brasil e Estados Unidos sobre o setor. Ele lembrou que Embraer e Rockwell estão juntas há 50 anos e “possuem história de sucesso com os KC-390 e os Legacy”, por exemplo.

Presente na ocasião, o vice-presidente sênior de Soluções Internacionais e de Serviços da Rockwell Collins, Colin Mahoney, destacou que a iniciativa visa uma parceria técnica e comercial: ‘“Estamos juntando os produtos de forma coesa”. Já o embaixador dos Estados Unidos, Peter McKinley, salientou que a cooperação entre as indústrias de defesa dos dois países é prioridade máxima.

Por fim, o secretário de produtos de defesa do Ministério da Defesa, Flávio Augusto Corrêa Basílio, disse que a assinatura é resultado concreto de uma parceria estratégica. Para ele, é preciso encorajar ainda mais a aproximação entre as empresas brasileiras e americanas da área. A expectativa é de que dentro de dois anos sejam compartilhadas as primeiras ideias bem-sucedidas do acordo.

Saab apresenta andamento do projeto Gripen e traz novidades

Os novos caças Gripen, que vão modernizar a Força Aérea Brasileira (FAB), passarão pelo primeiro voo já no segundo trimestre deste ano. A informação foi dada pelo diretor do Programa Gripen Brasil, Mikael Franzén, na LAAD Defence & Security 2017, que acontece no Riocentro, no Rio de Janeiro. No entanto, as primeiras unidades da aeronave chegarão ao país somente entre 2019 e 2024.

O diretor detalhou o andamento do projeto e disse que o cronograma está em dia. Sobre isso, citou como progresso da iniciativa a criação do Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen, em Gavião Peixoto, no Interior de São Paulo. Inaugurado em novembro de 2016, está sendo usado para intercâmbio entre engenheiros brasileiros e suecos.   

Franzén explicou que o programa encontra-se, atualmente, na etapa de testes, entre eles de validação em simuladores e checagem do sistema de voo. ‘Os resultados estão sendo ótimos’, acrescentou. “A cooperação com nossos clientes e empresas envolvidas é muito importante. A Embraer é a nossa maior parceira”.

O contrato, no total teve custo de 39,3 bilhões de coroas suecas – que equivale a mais de R$ 13 bilhões e está alinhado à expectativa da FAB. Serão entregues 36 caças para o Brasil. A previsão é de que as aeronaves aumentem a capacidade aérea brasileira. Para o chefe da área de marketing e vendas da SAAB, Michael Hoglund, no futuro, o Gripen será capaz de carregar quatro mísseis para proteger fronteiras de invasões externas. ‘Foi um prazer assinar o contrato dos Gripen”.

Entre as novidades anunciadas pelo diretor do programa está a possibilidade de desenvolver a versão marítima do Gripen. Os estudos sobre esta iniciativa estão em planejamento há dois anos em conjunto com a Embraer. “Do nosso ponto de vista vai ser muito útil para a Marinha do Brasil”. Franzén também citou contatos que estão em andamento com o Departamento de Controle de Tráfego Aéreo DCTA para desenvolver sistemas complexos de futuros caças.

Sobre a LAAD Defence & Security

Maior e mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, a LAAD Defence & Security chega em 2017 a sua 11ª edição. Reúne bienalmente no Riocentro, no Rio de Janeiro, empresas brasileiras e internacionais especializadas no fornecimento de soluções para as três Forças Armadas e Forças Policiais. Além de exposição, o evento conta com programa de conteúdo exclusivo como o Seminário de Defesa LAAD e o Seminário de Segurança LAAD. Na última edição, em 2015, o evento reuniu 642 marcas expositoras de 41 países, 36.250 visitantes de 90 países e 170 delegações oficiais de 74 países.

Clarion Events

Por mais de 65 anos, a Clarion Events dedica-se à promoção e organização de feiras de negócios, eventos e congressos. Reúne aproximadamente 700 mil visitantes e congressistas e 12 mil expositores e patrocinadores em mais de 200 eventos realizados ao redor do mundo. A Clarion Events tem presença global – atua em 12 escritórios em 9 países e está no Brasil desde 2008.

LAAD Defence & Security 2017 - Feira Internacional de Defesa e Segurança

Data: 04 a 07 de abril

Local: Riocentro - Av. Salvador Allende, 6.555 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ

Horário da Exposição: 04 a 06 de Abril - das 10h às 18h / 07 de Abril - das 10h às 17h

Horário dos Seminários: 04 de Abril - das 14h às 17h / 05 e 06 de Abril - das 10h às 17h

Assessoria de Imprensa – LAAD Defence & Security 2017

Conteúdo Empresarial – Comunicação Integrada

+55 11 3230-7434 / +55 13 3304-7437 / +55 13 3304-7438

Atendimento à Imprensa:

Alessandro Padin

alessandro@conteudoempresarial.com.br

+55 13 9 9111-0663

SKYPE: alessandro_padin

Valeria Bursztein

valeria@conteudoempresarial.com.br

+55 11 9 9104-2031

SKYPE: vbursztein

Arucha Fernandes

arucha@conteudoempresarial.com.br

+55 13 9 9768-3476

SKYPE: conteudo.empresarial